terça-feira, 2 de junho de 2009

De caminhos para seguir.


O amor chegou até eles há dois anos; depois de uma longa espera eles se encontraram.
E saibam de uma coisa, senhoras e senhores, eles não estavam preparados; e quem está diante de algo tão grandioso quanto o amor?Ah, e ainda não estão (quem sabe um dia...).
Eles falham, tropeçam nas pedras, desconhecem qual a melhor trilha que os levará à seu norte, às vezes nem sabem para onde querem ir.Mas uma coisa é certa: eles seguem de mãos entrelaçadas!
Se um parar, o outro vai olhar bem fundo nos olhos dele e não irá dizer nada, apenas vai estampar um sorriso que falará por si e, assim, continuarão sua jornada.
Se um cair, o outro não o levará no colo, mas ajudará a cicatrizar as feridas da queda, e quando elas estiverem findas, eles levantarão e continuarão na estrada.
Quanto aos desavisados (pedras no caminho), esses dois só tem a agradecer pois os fazem 'ultrapassar' as fases que os levam para um lugar onde o amor é imenso e ganha proporções exageradas permanentemente.
E que venham os ventos contrários.
Eles se desejam cada dia mais!

*
Espero que não enjoem de ouvir falar de amor, mas é necessário ainda mais em dias como os nossos.Aproveito para registrar o pesar da blogsfera às vítimas do Air France.

4 comentários:

Jullyane disse...

Eu não me canso nunca de ouvir falar sobre o amor...

Beijos, linda

Si disse...

Lindo...

Bibian! disse...

O amor consiste no "vms estar para sempre juntos, na alegria, na tristeza, na saúde e na doença todos os dias da minha vida até que a morte nos separe".
O amor consiste no dar as mãos e sair juntos. Mesmo que um ou outro tropece, o amor nos faz olhar nos olhos, sorrir e seguir adiante.
Parabéns, seu post é lindo!
Não deixe de falar do amor... ele nos enobrece!
=)

Anônimo disse...

Li esse texto (com algumas modificações) em outro blog: http://umainfinita.blogspot.com/2009/06/o-eu-da-uma.html

Como a data da sua postagem é anterior a desse, acho que esse blog está te plagiando.

Abs,
Paola.